Pastor Julio César Silva Bretas é sepultado em Goiânia

Ele foi encontrado morto em sua casa na cidade de Araruama (RJ)

O pastor Julio César Silva Bretas, presidente da Assembleia de Deus na Tijuca – Ministério de Madureira, foi encontrado morto na manhã da última terça-feira, dia 12, nas dependências da sua casa localizada na cidade de Araruama, Região dos Lagos do Rio de Janeiro.

Segundo informações da polícia, que investiga o caso, ele teria se enforcado, o que gerou grande polêmica em várias regiões do Brasil e do mundo pelo fato do mesmo ser pastor. O fato aconteceu no dia em que a Igreja que ele presidia estava organizando um Culto em Ação de Graças pela passagem do aniversário de sua esposa, pastora Lenícia Bretas.

Top

Por determinação do bispo Abner de Cássio Ferreira, presidente da Convenção Estadual dos Ministros Evangélicos das Assembleias de Deus Ministério de Madureira – Estado do Rio de Janeiro (CONEMAD-RJ), o velório foi realizado no templo-sede da AD Tijuca, onde o pastor Julio presidia. A igreja ficou completamente lotada e contou com a presença da membresia do campo, várias autoridades eclesiásticas, pastores presidentes e cantores. Na oportunidade, o bispo Abner Ferreira contou que o pastor Julio estava em tratamento contra a depressão. “Ela (depressão), assim como outras doenças precisam ser cuidadas. A morte do pastor Julio estava relacionado a um problema de saúde e não espiritual”.

Na manhã de quarta-feira (13), o corpo seguiu para o Aeroporto de Jacarepaguá, onde foi transladado para a cidade de Goiânia (GO), onde residem os familiares do pastor.

O assunto da morte do pastor Julio causou grande comoção e recebeu testemunhos e homenagens nas redes sociais, como do pastor e deputado federal Marco Feliciano que gravou um vídeo de tributo ao amigo.

Fonte: CPAD News

Sobre o Autor

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *